A virtude dos nomes próprios

Os nomes próprios estão presente em tudo que se conhece ou que é produzido pelo homem. Se a indústria inventa um aparelho ali tem seu nome, se funda uma empresa dois nomes são lhe conferido, o nome de registro e o nome fantasia que é o nome público.

energia dos números,  estudos numerológicos,  horoscopo numerologia,numerologia cabalistica, numerologia do nome, significado dos numerosSe o egrégio elege um papa, seu nome civil de batismo é substituído pelo novo nome de Missão e trabalho. Quando a pessoa muda de frequência vibratória na vida ou quando muda o curso de sua vida um novo nome precisa ser lhe conferido. Se Deus fala com alguém, ele rebatiza a pessoa com um novo nome.

A exemplo das coisas comuns, os bancos possuem um nome e um símbolo, os veículos levam em si a marca da empresa frabricante mais o nome do modelo, os perfumes tem um nome, os países e estados possuem um nome, os grupamentos humanos também tem um nome.

As comidas, os brinquedos, os livros, os utensílios… tudo que há tem um nome, alguns muito singnificativos e fortemente dotado de personalidade, outros apenas adquirem um simples nome de chamamento. Tudo isto para mostrar que o nome próprio está presente em tudo porque ele é a referência da conexão entre as entidades e além da visão comum dos mundos.

Cornélius Agrippa escreveu vários capítulos em seu livro A Ciência Oculta (Quatro Livros de Filosofia Oculta) sobre as virtudes dos nomes e seus mistérios.

Se algo tem um nome, então ele tem uma VIDA. As coisas animadas e inanimadas carrega em si um princípio de vida mais ou menos organizada. Tudo que é criado pelo homem, ou que já está formado pela vontade da Natureza tem vida inteligente ou rudimentar, o nome confere personalidade grupal ou individual conforme o caso.

Nos países de culturas antigas as coisas tem nome próprio individualizado, os carros além dos nomes originais da frábrica, recebe um nome pessoal de batismo. Eu também dou nome as coisa que uso, por exemplo minha bicicleta chama-se Samadhi e o meu carro tem nome de Devadatta, porque foi por estas vias que eu o adquirir.

O caso das pessoas  e animais domésticos são mais especiais. Os nomes são fortemente arraigados em contexos psicossomáticos. Ao contrário dos anjos, que são individualizados por um nome próprio de sua colônia celestial e geralmente não se conhece o verdadeiro nome dos indivíduos. Quando se chama por Miguel, Gabriel etc a pessoa chama pela colônia ou sociedade inteira de anjos que compõe aquela classe de seres, a sociedade angélica envia uma representação com todas as própriedades em miniatura daquela assembléia para comungar com a pessoa que o evoca.

A sociedade de consumo, decadente e imoral, deconhece a magia da vida. Todas as coisas tratadas como descartáveis, porque as pessoas agem como se elas mesmas fossem descartáveis, no fundo tais pessoas em algum momento serão descartadas da humanidade.

Quando se conhece a grande magia da existência que é a vida, as coisas são vistas por um foco particularmente especial, forçando a Natureza se revelar na consciência. A Natureza é a inteligência que gere todos os eventos, fatos e tudo que se realiza na vida.

A virtude dos nomes próprios
ShortURL: http://jar.io/?p=2551