Dicas para comprar uma Bike

Eu sou um usuário e simpatizante da bicicleta. No meu caso não é por nenhum argumento ecológico ou algum outro argumento social etc… é pelo prazer de pedalar mesmo.  Andar de bicicleta é bom.

Coloco aqui algumas dicas, que você não deve ignorar antes de comprar e usar uma bike. Algumas delas já são bem conhecidas e difundidas pelos ciclistas. Em ordem de importância, leve a sério:

1. Tamanho do Quadro

Compre uma bicicleta pelo tamanho do quadro. Para cada pessoa, existe um quadro específico. O quadro está relacionado com altura do ciclista.

2. O tamanho do Aro

O tamanho do aro (roda) faz muita diferença. Os aros para adultos giram em torno de 26 a 28.

Existe grande variedade de rodas. Compre a roda e o aro adequado para seu uso: passeio de final de semana, ir para o trabalho…

3. Teste

Sem teste prévio, não compre. Monte na bicicleta e faça um teste. Se ela proporcionar o conforto e prazer, taí a sua bicicleta.

4. Acessórios

O principal acessório atualmente de qualquer ciclista são os óculos. Compre lentes boas, não compre nenhuma lente sem certificado de procedência.

Capacetes e joelheiras são desconfortáveis, use-as se transitar em vias de pouca segurança.

O chapeú é a melhor opção, compre um bem ventilado. Ou então, um boné, eu não gosto mas todo mundo usa, ele também é bom.

5. O Selim

Não leve a bicicleta sem o selim adequado e confortável. Se você deixar para comprar depois, pode ser que não compre nunca mais. E o resultado será que você deixará sua bicicleta guardada por muito tempo.

Dica: Você deve ajustá-lo mais ou menos à altura do umbigo, ou como achar mais confortável.

6. Marca

O preço de uma bicicleta está associado principalmente a marca, depois a tecnologia empregada. Então se você quer comprar uma marca e levar uma bicicleta, compre qualquer uma com preço em cifras acima de três zeros, elas são ótimas.

7. Preço

Se quiser comprar uma bicicleta, você vai gastar muito pouco. Uma bicicleta funcional (comum: uma ou três marchas, rodas comuns, selim comum…), custa menos do que se gasta quando se vai ao cinema – os ingressos de fim de semana, dois milk-shakes, chicletes perfumados, duas sacolas de pipoca grande e dois refrigerantes pagam folgadamente uma destas bicicletas. Mas você não vai comprar uma destas, vai?

8. Tecnologia

Existem atualmente bicicletas com tecnologia de uma nave espacial. Se você não é um desportista, é melhor descer alguns degraus e se contentar com uma bicicleta comum, mas se você é um amante de tecnologia como eu, provavelmente não vai andar de bicicleta, elas são lindas e inúteis, e custam mais caro que um carro popular.

9. Boa Companhia

Nada é melhor que passear de bicicleta com uma boa companhia. Dá para escrever uma novela ou romance.

Bônus: Um Conto

Quando eu era adolescente na minha casa na Bahia, tinha sempre entre 2 a 3 bicicletas a disposição. Entre tantas bicicletas, eu gostava particularmente de uma parecida com a Caloi Ceci, ela tinha apenas uma velocidade (sem marchas), uma cestinha de arame na frente, era da cor cinza-prateada, tinha rodas de corrida e devido sua semelhança nós a chamavamos carinhosamente de Cecizinha.  Meu irmão mais velho, o dono, só permitia seu uso, quando havia chantagem psicológica.

Num daqueles dias de urgência, tinha que se resolver algo a três léguas e meia do nosso sítio. O sol rachando, ninguém estava disposto a se aventurar, eu acabara de chegar da escola fiquei sabendo da necessidade. Topei com uma condição: Eu vou, mas com a Cecizinha. Saí de casa mais ou menos às 13h 30min e percorri as 7 léguas em estrada de terra, enfrentando longas subidas de pedregulhos, terrenos arenosos, capim pernambuco, etc, com facilidade. Quando cheguei em casa alguns minutos após as 17 horas, os meus irmãos me receberam com cara de raiva e perguntaram:

– Você não disse que ia?
Eu lhes respondi: – Uai! Já fui e já voltei. Está tudo resolvido.

Todo mundo ficou impressionado com a rapidez diante das circunstancias. Minha mãe me parabenizou pelo feito, ela ficou aliviada com meu retorno, até porque no dia seguinte tinha aula de manhã.

Cecizinha parecia gostar da situação, e eu parecia estar em cima do unicórnio pergasus. Suas rodinhas ultra-finas chegavam a assobiar quando desciam as ladeiras na embalada. Eu me utilizava da velocidade nas decidas para aproveitar a energia potencial ao máximo convertendo em energia cinética nas subidas seguintes, o esforço era pouco e logo eu estava no planalto de novo, o calor do sol era amenizado com o frescor da brisa.

Dicas para comprar uma Bike
ShortURL: http://jar.io/?p=490

About swami

Jário estudou Física, Pedagogia, Gestão Ambiental, Contabilidade e Análises Clínicas. Ativista pelo direitos dos animais é Mestre de Yoga, escritor, praticante de artes marciais, um amante da astronomia, fotografia e bonsais. Sintetiza seu estilo de vida como: - Minha doutrina pessoal inicia e termina no fogo, que é a consciência. Minha fé inicia e termina no Self, que é o Espírito. A Natureza é meu atanor.