Homossexualidade e futuro

A mídia intensificou a propaganda no intuito de arrebanhar adeptos à homossexualidade. A sociedade aceitou bem a proposta e o mercado passou a investir pesado no estabelecimento de uma sociedade unânime homossexual. Diante disso resolvi investigar o destino humano sobre o assunto.

homossexualidade espiritualidade, homossexualismo espiritualidade, homessuxais e futuro, homessuxais e espiritualidadeAdemais, a sexualidade é uma questão puramente pessoal, mas nestas últimas décadas tornou-se uma questão social, política e econômica – ainda que este meu ponto de vista não seja definitivo, porque as possibilidades humanas são infinitas, pois somos hoje o resuldado do que fizemos e seremos o resultado do que desejamos ser.

Já a questão sexual, para mim, é puramente orgânica e somente em casos muitos especiais, o sexo pode ser usado como instrumento potencial de desenvolvimento da consciência e manipulação da Luz. Conforme a natureza da situação, pode dar um efeito estilingue na evolução espiritual da pessoa.

Diante disto, pedi a Deus que me revelasse o futuro da humanidade e quais as consequências de uma sociedade moderna homossexual. Então mergulhei nas imagens do porvir e contei o tempo em anos comuns e a soma total, em números redondos, foi 7 milhões e meio (obtém valores exatos quando se conta o tempo no primum mobile, 4 seg no reino dos deuses equivalem a 1 ano aqui), vislumbrando os ciclos existenciais. Do passado pouco adianta escrever agora, pois este serve apenas de referência, focarei então apenas no futuro.

De agora até a chegada da nova humanidade, vi um caleidoscópio de ações e vontades. As mentes mais fortes se esforçando para passar adiante, qualificando-se como membros da Nova Humanidade que há de estabelecer sobre a terra. Ao fim deste nosso ciclo que se encerra, esta humanidade será posta na balança divina, enquanto as sementes da Nova Humanidade germinarão na terra.

No ciclo seguinte, a humanidade está reduzida em quantidade de entes, se comparando com a presente. Ela surge e evolui num degradê andrógino, mas a predominância dos gêneros se dá através das polaridades. Em determinado momento não havia mais homem e mulher, senão um ente andrógino sexuado. Também, vi neste ciclo de existência a ciência se tornar a mais linda e perfeita como nunca antes.

Por algum tempo, há gente santa e alguns profanos convivendo na terra, porém sem se misturar. Contudo, de um certo ponto em diante, somente aqueles que amam a perfeição predominarão completamente e os atrasados desaparecem. Adiantei meu olhar no tempo e mergulhei no ciclo seguinte.

Neste ciclo, resolvi minhas dúvidas e encontrei a resposta para o X da questão. A humanidade já não possui corpo material, somente de anjo. As cidades são de duas naturezas, divididas em cidades acima da terra e abaixo dela, não há cidades sobre a terra. Também não há gênero nas pessoas, mas existe sexualidade. Voltei meu olhar na direção de um dos palácios e perguntei a Deus, o que acontece ali? Então o ancião dos dias me respondeu – são escritores que escrevem. Eu lhe perguntuei, mas não há matéria, como podem escrever? Então fui desviado para lá e vi como escreviam com as letras da vida, então sorri e disse – Eu também sei escrever assim. Então olhei a humanidade e vi tudo.

As pessoas se unem pela força da polaridade e se evoluem pelas leis do influxo e refluxo sideral. Vi pessoas conjugando em matrimônio de quatro formas por meio desta força polar. Esta força é que define o macho e a fêmea, e a polaridade une os entes em casais de macho e fêmea, fêmea e fêmea,  macho e macho, e também une por grupos de pessoas com ambos os gêneros. Contudo esta união é exceção, a regra geral são relações polares. As relações apolares são ínfimas em número e são toleradas pela humanidade.

As pessoas são unidas em cidades ou comunidades distintas, segregadoras de acordo com o grau de sabedoria, inteligência e força. Estas cidades mostram claramente a posição das pessoas na escada evolutiva. E nestas cidades as pessoas se conjugavam matrimonialmente como almas gêmeas.

As pessoas que se relacionavam heterossexualmente, que eram a maioria absoluta, são as mais sábias, mais adiantadas espiritualmente, porque recebem mais o Amor enviado por Deus, suas comunidades se posicionam na parte mais alta do céus (íntimas), porque elas estão mais próximas de Deus. Isto porque as forças da polaridade aceleravam seu processo e davam-lhes mais força.

As pessoas que se uniam em grupos conjugais, estavam em cidades posicionadas mais baixo que as anteriores (nas regiões medianas das cidades de Luz). Seus rituais de amor são lindos e são regidos de acordo com a Luz enviada por Deus. Contudo a Luz era desviada e chegava com menos intensidade nos entes. O Amor e as virtudes eram dispersas. Suas comunidades estavam distantes dos Céus onde habitam os seres puros e perfeitos. Ao contrário da anterior que comungavam como iguais junto as estas santas entidades.

As pessoas apolares (homossexuais) eram também felizes, e recebiam a Luz divina, porém suas comunidades celestiais situavam na parte mais baixa e portanto mais distante de Deus, a Luz que chegava do Magnificat era mais tênue e as pessoas eram menos sábias, menos evoluídas e mais fracas. A força apolar que os unia proporcionava menos experiências; também  recebiam menos as forças siderais, elas ficavam nas periferias celestiais (nas regiões mais inferiores).

Avancei mais um ciclo e não consegui distinguir entre anjos e homens, pois todos os seres eram perfeitos, vestidos de Luz, plenos de Amor e Felicidade. Todos aguardavam conscientemente o fim de tudo para recomeçar de Novo.

Então perguntei a Deus – Mestre, por que ora me vejo no meio destas humanidades e noutros momentos não me vejo? Qual a razão destas lacunas existenciais? Então, Deus me revelou este mistério.

Homossexualidade e futuro
ShortURL: http://jar.io/?p=3540